simone-25-de-dezembro

Depois do Natal do HSBC, o popular Coral do Palácio Avenida, o pior personagem de Natal é, sem dúvida nenhuma, a cantora Simone. Talvez não a cantora em si, mas o disco 25 de Dezembro que ela gravou há quase 15 anos e é tocado em loop eterno em quase todos os estabelecimentos no mês de dezembro.

Exato. Você descobre que o Natal está chegando quando entra em uma loja de departamentos e, mesmo sem ver nenhum enfeite de Natal ainda instalado, ouve ao fundo a tortuosa música Então é Natal.

Mesmo tendo uma vasta carreira, dezenas de discos gravados antes – começou sua carreira na década de 70 – e depois, ninguém lembra de Simone por outro fato se não o álbum 25 de Dezembro.

Lançado em 95, o CD comemorativo, com selo Pólo Norte Records, já vendeu milhões de cópias ao longo desses natais. Contou com reedições que tiveram a participação da Timbalada e do Coral das Meninas de Petrópolis. É sucesso absoluto entre corais, escolinhas de primário que fazem apresentação de Natal, lojistas que querem entrar no clima natalino e tias velhas em geral.

Então é Natal é a mais clássica. Porem Jingle Bells, Noite Feliz e Deixei Meu Sapatinho são os hits mais tocados do CD empoeirado que fica guardado o ano inteiro junto com os pisca-pisca, bolas de natal e neve artificial.

Para acabar com essa palhaçada e nos livrarmos completamente dessa agressão ao bom gosto e, principalmente, a nossos tímpanos sugiro um boicote a todo estabelecimento que tocar o CD da Simone. Isso mesmo, se você entrar em um mercado, loja de departamento, farmácia e qualquer lugar com enfeites natalinos e identificar que está tocando o CD da Simone, saia imediatamente, deixando tudo para trás e gritando “Cd da Simone, Não!”.

Pergunte para a professora de seu filho que música ele cantará na apresentação de fim de ano. Se for alguma da Simone, não vá e não deixe com que façam lavagem cerebral no coitado. Ele vai ficar cantando o verso “arerama a quem ama” o resto da vida, o que causará disfunções psicológicas irreversíveis, provocando desvios de conduta.

Por fim, precisamos de uma vez por todas dar um basta e erradicar o CD da Simone da face da terra. E nem pensem em substituí-lo pelo Homem de Nazaré de Chitãozinho & Xororó. Pois ai, é trocar seis por meia dúzia.